Ribeira GrandeNotíciasCultura

Cantar às Estrelas traz emigrantes, noite de fados e desfile à Ribeira Grande

Cantar às Estrelas traz emigrantes, noite de fados e desfile à Ribeira Grande
Cantar às Estrelas traz emigrantes, noite de fados e desfile à Ribeira Grande

Enviada à em 2019-01-25 | Cultura

Cerca de trinta grupos vão participar nos 25 anos do Cantar às Estrelas, na Ribeira Grande, evento que se realiza no próximo dia 1 de fevereiro, sexta-feira, a partir das 19.00 horas, percorrendo toda a rua Direita até à chegada a igreja Matriz, passando pelo edifício dos Paços do Concelho.

São cerca de duas mil pessoas de todas as idades que vão cantar ao longo da rua Direita, registando-se uma crescente adesão por parte de crianças e jovens, o que permite transmitir os valores do Cantar às Estrelas de geração em geração.

Os grupos que vão participar no desfile do Cantar às Estrelas também vão cantar em casas particulares e no comércio local. Este ano voltam a ser mais de três dezenas que vão abrir as suas portas à tradição, entre particulares, cafés e lojas do comércio tradicional.

Este ano, e pela primeira vez, realce para a presença de um grupo oriundo dos Estados Unidos da América, mais concretamente o Grupo de Amigos da Ribeira Grande da Nova Inglaterra, composto por cerca de trinta elementos que vão reviver esta tradição na terra de origem.

O desfile do Cantar às Estrelas é um dos pontos altos da festa, mas este ano existem mais motivos de interesse. Desde logo, o lançamento do livro “Cidade das Estrelas”, de António Pedro Costa, a ter lugar às 20.30 horas do dia 30 de janeiro, no Teatro Ribeiragrandense, com apresentação de João Bosco Mota Amaral.

No dia 31, às 20.30 horas, terá lugar uma serenata a Nossa Senhora da Estrela, com a presença do fadista Miguel Bandeirinha que, no sábado, estará presente na gala do jornal Audiência. A comitiva engloba cerca de cem pessoas e é liderada pelo presidente da Câmara Municipal de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues.

Recorde-se que a festa em honra a Nossa Senhora da Estrela é a festa mãe da freguesia de Matriz e encerra o ciclo natalício que se abre a 8 de dezembro com Nossa Senhora da Conceição. Já no século XVI existem registos de que a Câmara Municipal da Ribeira Grande arcava com as despesas religiosas da igreja quanto a cera, músicos e pregadores.

No fundo, a festa da Estrela, das Estrelas ou de Nossa Senhora da Estrela, é uma festa de uma comunidade com tradição na Ribeira Grande, que junta grupos ou ranchos informais de gente que durante a noite vão de casa em casa de amigos e conhecidos, finalizando com louvores à padroeira na igreja Matriz.

Desde 1994, sob proposta do vereador Francisco Xavier Araújo Rodrigues, a autarquia tomou a seu cargo organizar a parte exterior e profana da festa. Este ano celebram-se, portanto, os 25 anos do Cantar às Estrelas na Ribeira Grande.